domingo, 25 de novembro de 2012

[Crítica] A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2


Olá pessoas! Tudo na mais perfeita ordem?

Pois bem, vamos estabelecer alguns pontos antes de seguirem adiante neste post.
1º  Não vou construir ou citar críticas que não tenham fundamentos.
2º  Se tu é fã obcecado da Franquia Crepúsculo aconselho a não continuar, afinal há muitos sites falando bem sobre os filmes e não precisa ler este post se for ficar irritado.
3º  Citarei não só furos que há no filme, como cenas mal construídas entre outros pontos.
4º  Já assisti o ultimo filme, não estou soltando informações da minha cabeça.
5º  Estou aberto a críticas feita sobre minhas críticas (Claro desde que tenham fundamentos).

Vamos ao post?

O que dizer deste ultimo filme desta franquia tão ovacionada pelo publico? Hm mas vamos focar, vamos para o ultimo filme que ainda está em cartaz.
O primeiro ponto que não me agradou foi ao Bella se tornar uma "Vampira", todo o seu desejo por sangue algo que poderia ser até bem explorado ficou no ar, percebemos que o filme até tentou trazer um clima tenso, um desafio a Bella, porém logo a trama abandona, abafa, deixa simplesmente isto de lado e procura fazer o espectador engolir uma desculpa qualquer para a adaptação breve de Bella.

Agora se tiver fãs, mulheres para ser exato, haverá muita indignação mas seguindo acho a atuação de Pattinson bem fraca, uma má atuação, e o argumento que usar para defende-lo é que por estar interpretando um "Vampiro" um ser que quase sempre tende a ser frio, ele não demonstra muita emoções, isto é contrariado no próprio ultimo filme da franquia onde vemos (Não esperava dizer isso) bons personagens, até bem construídos como é o caso de um, que lutou na Guerra Americana e odeia ingleses, há também dois vampiros com mais de mil anos idades  ambos lembram da época que sua espécie dominava o mundo e de quando os Volturi lhes tomaram seu império, o que causou grande ressentimento a eles.   E isto prova que temos sim uma atuação fraca do queridinho das garotas elas assumindo isso ou não.

Há também tentativas frustadas na parte humorística, uma forsassão de barra, o que incomoda e torna mais frustrante a experiencia no cinema.

Outro ponto bem negativo é quanto a alguns "Vampiros" terem poderes especiais o que dizem ser dons, isto chega a ser bizzaro, passamos a ver x-man não mais um filme de supostos "Vampiros" vemos até um recrutamento alá Professo Xavier.

Depois do decorrer do filme chegamos ao ato final. Devemos reconhecer A beleza plástica desse ato, uma batalha num solo frio é de notável arrojo técnico, com a violência surpreendente entre vampiros e lobisomens, frente aos Volturi liderados por Aro (Michael Sheen, o melhor em cena, claramente se divertindo com seu papel) vindo dizimar a família Cullen graças a um mal entendido, o qual seria ridículo lembrar aqui. Este final poderia ter fechado a franquia com dignidade, só que como esperado temos um final broxante e com um furo (ao meu ver) pois temos a "Vampira" que diz prever o futuro, posso estar me equivocando mas quando dizemos prever o futuro, queremos dizer que estamos premeditando algo que de fato irá acontecer independente da atitudes de outros, aos que assistiram o filme sabem onde quis chegar. No final tudo volta a ser a saga Crepúsculo. Felizmente está terminada.

Finalizando quero deixar claro que Respeito a maneira como Stephanie Meyer recriou o mito dos vampiros e os fez reluzirem ao sol ao invés da luz ser a causa de sua morte, afinal um escritor é livre dentro de sua mente e pode alterar mitos como bem entender, desde que tais mudanças sirvam a história que ele planeja contar.

É isso galera, se acharem os posts interessantes deixem seus comentários, se gostaram do blog da um like em nossa página do facebook acessando a página ou diretamente do blog, obrigado.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário